O que se aprende com afeto é lembrado com amor

Educar com afeto é oferecer uma infância com razão e com coração. É dessa forma que orientamos nossos filhos com base na paciência e no respeito, que se atende as necessidades sem pressa nem intervalos, mas passo a passo, e de mãos dadas.

A educação a partir dessa perspectiva é enxergá-la mais como um despertar. É abrir os olhos à vida e ao mundo, e tal conhecimento deve ser experimentado por meio da curiosidade, do afeto e do respeito verdadeiro em relação à uma criança cujos aprendizados interiorizados podem ser lembrados e aplicados graças ao amor.

   

A educação com afeto é guiar por meio da Inteligência Emocional

Nos dias de hoje, há muitos profissionais da educação que promovem esse tipo de despertar, essa mudança de abordagem nas aulas, nas quais se aplica no dia a dia a Inteligência Emocional. Fatores como promover os valores positivos, colocar os reforços positivos acima dos negativos, ou priorizar as atividades de cooperação em relação às de competitividade é o que pouco a pouco pode gerar grandes resultados.

 O que é educar com afeto?

Educar com afeto é educar com paciência e sem pressa.

É fazer uso do reforço positivo, é ser um guia que sempre está por perto quando a criança se engana ou faz algo errado, é saber dizer “estou aqui com você, sei que você consegue fazer melhor e eu vou te ajudar”.

   

Educar com afeto é não criar com gritos, é não comparar nossos filhos com as outras crianças nem falar na frente deles como se não estivessem presentes enquanto comentamos seus defeitos, suas manias, seus erros, suas limitações…

Ser um pai ou uma mãe que educa com afeto é ser alguém que sabe claramente o que deseja para seu filho: alguém que não quer filhos perfeitos, mais bonitos, nem mais inteligentes. O que se deseja acima de tudo é que a criança seja uma pessoa FELIZ.

   

Para concluir, no seu dia a dia com seus pequenos tesouros nunca se esqueça dessas três palavras: afeto, paciência e presença. Elas serão suas grandes aliadas.

Fonte: Revista Pazes – Texto modificado




Leave a reply